Viagem


O que levar em consideração na contratação de um seguro viagem


Na hora de escolher o melhor seguro viagem, é preciso prestar atenção em diversos detalhes que podem fazer a diferença caso precise utilizá-lo em momentos de imprevisto.

Para uma decisão segura, confira as nossas dicas e aproveite a viagem com tranquilidade.

1. Destino

Considere o seu destino. Cada continente apresenta particularidades relacionadas, por exemplo, ao valor mínimo exigido para a cobertura para assistência médica. Para conferir cada uma delas, confira essa publicação.

2. Perfil do viajante

Para escolher o pacote ideal para seu perfil, também é importante levar em conta sua idade, o motivo do passeio, quanto tempo permanecerá no destino e as atividades que realizará no local. Seguros tradicionais não costumam cobrir acidentes causados por esportes radicais. Nesses casos, é preciso procurar um focado nesse tipo de viagem.

3. Assistência Médica

Priorize a assistência médica. Alguns dos custos mais desejáveis nesse âmbito são os exames, consultas médicas e odontológicas, cirurgias, hospedagem hospitalar, itens farmacêuticos, remoção médica, acidentes pessoais, viagem regresso (reagendar passagem por motivos médicos) e repatriação médica e funerária. Grande parte dos seguros não cobre doenças pré-existentes (aquelas já possuídas antes de sair do Brasil). Assim, se você sabe que tem alguma doença crônica, vale a pena acrescentar essas funcionalidades no seguro. No caso de gestantes, é preciso contratar um seguro específico para esse perfil.

4. Itens de valor

Se estiver carregando muitos pertences de valor (como celulares, computadores e máquinas fotográficas) avalie quais riscos estão cobertos no contrato. A cobertura do furto de bagagens e aparelhos eletrônicos, por exemplo, é comum em seguros tradicionais, mas não está incluída em todos.

5. Número de pessoas viajantes

Em caso de viagens com um grupo de pessoas, vale a pena contratar um seguro em conjunto. A cobertura é individual, mas é possível obter descontos no preço.

6. Qualidade do atendimento

Quando houver imprevistos, é importante ter com quem contar. Ao contratar um seguro, portanto, vale checar qual a qualidade do atendimento prestado, no caso de precisar de orientações sobre procedimentos e outras informações úteis. Se você não fala inglês, descubra se a rede internacional da seguradora conta com atendentes fluentes em português e tenha sempre em mãos o número do contrato e todos os telefones de atendimento possíveis para casos de emergência.

7. Processo de cancelamento

O cancelamento de um seguro viagem nem sempre implica no reembolso do seu valor, em parte ou por completo, para o contratante. Essa política varia de empresa para empresa. Confirme-a com o seu consultor e pergunte o período máximo para cancelar o contrato sem custos adicionais.

Sempre antes de definir qual o melhor tipo de cobertura para você, consulte um corretor de seguros de sua confiança.

Vale lembrar que é possível contratar um seguro com, no mínimo, o mesmo tempo de duração da viagem. Como atrasos de companhias aéreas e imprevistos podem acontecer, uma sugestão é estender o contrato até dois dias após a data programada para o retorno.