Cultura


Investir em bitcoin é seguro? Saiba mais sobre a moeda virtual.


No início do ano, o número de pessoas que investem em bitcoins ultrapassou o número de pessoas físicas cadastradas na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo, antiga BMF Bovespa), mas, apesar de todo o barulho envolvendo as criptomoedas, muita gente ainda não sabe como funciona esse investimento.

O que é o bitcoin?

O bitcoin é uma moeda virtual, a primeira a usar a criptografia para proteger os dados das transações. Enquanto as moedas físicas, como o dólar, o euro e o real, são emitidas pelo Banco Central de cada país ou união de países, o bitcoin é criado por um sistema computadorizado.

Como é feito o investimento?

A compra de bitcoins é efetuada por meio de um software, que deve ser instalado em um computador ou smartphone. Após a instalação, é criada uma espécie de carteira virtual, que funciona como uma conta corrente. É nessa carteira que serão depositados os bitcoins, que podem ser comprados em corretoras ou casas de câmbio ou adquiridos por meio da “mineração”, um processo em que o “minerador” ajuda a manter as redes de dados das transações funcionando e, em troca, recebe um valor em bitcoins.

É um investimento seguro?

A compra de bitcoins é considerada um investimento de alto risco, pois, assim como acontece com as ações na bolsa de valores, sua cotação sofre muitas oscilações e não há garantia de que, no momento da venda, você receberá um valor maior ou até mesmo igual ao valor usado para a compra. Além disso, os investimentos em bitcoin não são regulados nem pelo Banco Central nem pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), responsável por fiscalizar o mercado de títulos de investimento no Brasil.

Lembre-se: não importa o investimento, antes de optar por um, pesquise, compare e mantenha-se seguro.