Trabalhando de casa

A chegada da Covid-19 alterou a vida de muitas pessoas em todo o planeta. Enquanto ainda enfrentamos as consequências deste novo cenário, com campanhas globais para ficar em casa e apenas atividades essenciais funcionando nas ruas, as pessoas que conseguem seguir tocando seu trabalho de casa têm enfrentado um novo desafio. Nem todos gostam, nem todos estão acostumados, então, pensando nisso, resolvemos dar algumas dicas para vocês que estão trabalhando de casa e não estão totalmente adaptados a esta nova rotina.

Se você está trabalhando achando que está de fim de semana, aproveitar para dormir até mais tarde já que não terá que ir até o local do trabalho, por exemplo, começou mal. É bastante importante para que o trabalho feito à distância funcione que você crie uma rotina. Ela não precisar ser engessada e imutável, porém você precisa garantir que nada impacte o seu convívio social, sono e alimentação.

Reserve um espaço na sua casa para o trabalho, foque nele, não fique acessando as redes sociais o tempo todo, nem nada de ficar assaltando a geladeira de hora em hora. Disciplina é a palavra-chave. Lembre-se de manter um horário reservado para o almoço, para se hidratar, pare para alongar e andar um pouco mesmo dentro de casa, medidas simples que ajudam no seu bem-estar.

Por estar sozinho, é necessário maior organização. Faça uma lista do que precisa fazer, assim você não deixará nenhum assunto para trás. Mesmo distante, constante comunicação com os seus colegas é uma dica para não apenas manter contato com eles, mas que ajuda a demonstrar que você está ao lado deles, presente, mesmo à distância. Isso pode, também, ajudar com o isolamento.  Se você gosta de trabalhar de casa, a chance para provar que funciona é agora. Se você não gosta, bom, tenha um pouco de paciência que se todos fizermos o que a Organização Mundial de Saúde fala, logo voltaremos à rotina tradicional.

No último dia sete falamos um pouco sobre o Dia Mundial da Saúde e demos dicas para você se manter saudável. Que tal dar uma olhada lá também?

Nas férias saiba como deixar seu lar mais protegido

Finalmente aquele período de viajar está chegando, mas você acaba pensando como deixar seu lar mais protegido para que possa desfrutar do período ausente com a maior tranquilidade possível. Certo? Então vamos listar abaixo algumas medidas simples para serem tomadas. Confira!

  1. Evite fazer grande alarde sobre sua viagem, comunicando apenas pessoas próximas, para que o número de pessoas que saibam que sua residência está vazia seja o menor possível.
  2. Se for possível, peça para alguém de confiança, como um vizinho ou familiar, que olhe sua casa, incluindo entrando para verificar se tudo está correto. Essa pessoa pode, inclusive, te ajudar com os seus animais de estimação e as plantas.
  3. Suspenda a entrega de revistas e jornais enquanto estiver fora, para que não exista acúmulo mostrando a ausência de pessoas na residência.
  4. Para evitar algum susto, retire os aparelhos eletrônicos da tomada. Assim você diminui ainda mais o consumo de energia, ajuda a preservar o meio-ambiente e em caso de algum raio, não terá algum aparelho danificado.
  5. Não deixe lixo e ou comida fresca na casa, o que ajuda a evitar a atração de animaizinhos indesejados.
  6. Mantenha o registro de gás e água fechados, assim não há risco de algum vazamento.
  7. Deixe o telefone sem toque e não mude a mensagem da caixa eletrônica indicando que está ausente.

Para encerrar… desligue a campainha, tranque todas as portas e janelas, pegue suas coisas e vá viajar! Aproveite!

Você se reconhece no lugar em que vive?

Refletir sobre essa questão também é uma forma de cuidar de nós mesmos, pois o local em que moramos só vai nos acolher realmente quando deixarmos de olhar para ele como um simples ambiente de passagem e o enxergarmos como uma extensão de quem somos, com todos os nossos sentimentos, energia e gostos particulares. 

Por isso, olhar para esse espaço com carinho e atenção traz mais beleza para os olhos e bem-estar. É cuidar do ambiente que cuida de você, um conceito da psicologia ambiental, que ganhou força com os estudos de um psicólogo alemão na década de 1960.

Para cuidar do ambiente à sua volta, tornando sua casa o seu lar, que tal:

1. Valorizar o que você tem?

Antes de iniciar qualquer projeto de decoração, analise tudo o que há no espaço: caixas e o que há dentro de cada uma delas; gavetas; coisas que estão fora dos armários; objetos herdados; etc. Nesse processo de organização, é possível encontrar itens esquecidos, economizando tempo e dinheiro na compra de novos itens, e dar um novo uso a algo que estava guardado ou perdido em meio à bagunça. Para tornar um lar cada vez mais parecido com a gente, é necessário nos observarmos e nos atentarmos também ao que temos ao nosso redor. 

2. Fazer faxina com (IN)tenção?

Até a forma como cuidamos da limpeza da casa pode transformar sentimentos. Por isso, é importante colocar intenção na ação, por exemplo, varrendo a casa e varrendo as mágoas, as preocupações. A harmonia de nossa casa impacta diretamente na maneira como passamos por nossa rotina e vice-versa. 

3. Assumir o que gosta sem desculpas?

O princípio ‘meu corpo, minhas regras’ também vale para o nosso lar. ‘Minha casa, minhas regras’, pois o espaço é seu, refletindo a sua história, aquilo em que você acredita e as suas emoções, e você não precisa se justificar para ninguém.

4. Tomar conta de seu espaço?

Frequentar o quintal, varanda ou outros espaços abertos disponíveis ajuda a reduzir a ansiedade, ampliando seu bem-estar. Se não for possível ficar ao ar livre, vale também cultivar um espaço agradável dentro de casa, com cadeiras confortáveis, algumas plantas e objetos que tornem o ambiente acolhedor. 

5. Começar por você?

Aproveite os cuidados com a casa e os estenda a você, escolhendo as suas companhias e os seus estímulos. Gosta de praia? Tenha a praia por perto de alguma forma: pode ser em uma foto, um pouco de areia no quintal ou algumas conchas. O que vale é a lembrança e o sentimento despertado.  

6. Criar um altar de intenções? 

Separe um cantinho para decorar com objetos que te façam lembrar sua essência, um altar para se conectar com o que lhe é sagrado e consigo mesmo. Escolha itens que representem proteção e façam você se sentir seguro, livre de qualquer mal. 

E para ampliar ainda mais a segurança em seu lar, um investimento importante é o seguro residencial, que prevê proteção contra incêndio, queda de raios, explosões e fumaças de qualquer natureza. É possível contratar coberturas adicionais, que podem ser incluídas no momento de aquisição do contrato ou em qualquer período durante sua vigência.

A casa da gente é aquele lugar para onde sempre desejamos voltar…