Saúde


O hábito de coçar os olhos pode causar doença na córnea e prejudicar a visão


Não custa reforçar: a prevenção de doenças está em suas mãos. Por isso, além de manter as mãos sempre limpas para evitar infecções, é importante saber que o hábito de coçar os olhos com frequência pode causar a ceratocone.

Essa doença na córnea ocorre pela junção de dois fatores: fragilidade genética da estrutura da córnea e o hábito de coçar os olhos. O movimento quebra estruturas importantes desse órgão, ficando mais fino e curvo. No início da doença, a pessoa pode não sentir nada e o diagnóstico, muitas vezes, é tardio.

Assim, para evitar a visão embaçada, dupla ou distorcida, a fotofobia, o comprometimento da visão noturna e a perda progressiva da visão, a principal recomendação é deixar o hábito de coçar os olhos de lado e usar colírio lubrificante indicado pelo profissional de saúde de sua confiança. Caso uma coceira incomode muito, o ideal é, com as mãos limpas, pressionar um pouco a bolinha do canto dos olhos, próxima ao nariz.

A adolescência é o período em que a doença mais progride, portanto é um bom momento para desconfiar e fazer os exames. Uma vez diagnosticada, alguns tratamentos podem ser feitos, como usar óculos e lentes de contato e fazer a cirurgia para correção ou transplante da córnea. São três tipos de cirurgia e a escolha do procedimento vai depender do caso e do progresso da doença:

– Implante: é feito o implante de um anel que vai regularizar a curvatura da córnea, quando os óculos e as lentes de contato não conseguem mais.

– Crosslinking: é uma intervenção para fortalecer as moléculas de colágeno da córnea e evitar que ela continue se curvando e afinando. Basicamente, a técnica consiste em raspar a superfície da córnea, para depois aplicar um colírio à base de vitamina B2 e, em seguida, um feixe de luz ultravioleta.

– Transplante de córnea: usado em casos mais graves. De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 20% dos transplantes de córnea feitos no Brasil são por causa da ceratocone.

Cuide bem da sua visão e, para uma vida segura, reveja algumas práticas que fazem parte do seu dia a dia!

Fonte: Bem Estar